REFLEXÃO [SEMEAR BONDADE NO CAMINHO]

“Quando você faz qualquer coisa em favor do próximo, estará fazendo bem a si mesmo.

Nunca negocie o bem. Negociam-se as coisas, o bem, nunca. Portanto, não exija nada em troca do que puder fazer em beneficio de quem quer que seja, porque qualquer um é seu irmão, colocado à sua frente, como instrumento pelo qual Deus quer provar o seu espírito de amor ou a sua solidariedade humana.

Não tenha preguiça de ser bom. O bem que se pratica é lucro que se colhe.”

texto: J.S. Nobre

TREND TO WATCH: ÓCULOS DE CORAÇÃO

Engraçado que o último TREND TO WATCH, láaa em Agosto de 2017 (pra reler, é só clicar aqui) foi sobre o quê?! ÓCULOS! Naquela época, os ovais e hoje, os de coração <3

Tudo bem que já estamos vendo as fashionistas de plantão usando a modinha há algum tempo, mas tem como esquecer um acessório tão fofo e ao mesmo tempo, tão marcante assim?! Não dá!

A primeira vez que vi, foi de uma marca chamada Takesh Eyewear, toda moderninha, que conheci através do site Man Repeller. Preço justo, várias cores de armação e lente, mas não entrega no Brasil. Daí veio a YSL com seu modelo Lou Lou pra arrebatar nossos (bolsos) corações, literalmente! O modelo pode ser encontrado em preto, branco ou vermelho, metálicos e espelhados, em torno de US$420 doletas (ou R$2500 na Farfetch) . Too much, pra uma futura mãe que está decorando o quarto da bebê e comprando enxoval.

Foi aí que peguei uma dica preciosa com a minha amiga Camila Rigon do SOS Provador. E dica boa, é dica compartilhada! A Cá me falou de uma loja online chamada LBA que tem todos os modelos de óculos que queremos e por um precinho bem migucho…R$99! A marca também tem loja física na Rua Oscar Freire em São Paulo. No site, encontrei o modelo CORAÇÃO e o RETRÔ, os dois que coloquei na enquete do Stories. Infelizmente, o modelo Retrô vermelho que eu queria, estava esgotado, então fiquei só com o de coração.

Quanto a minha escolha, por ser um modelo super marcante e que uma hora vai cair no esquecimento (não pra mim, porque uso muito tudo o que gosto, sendo tendencia ou não), achei um custo-beneficio ótimo! Quem quiser conferir, é só entrar no site da LBA e aproveitar que eles estão com algumas peças em promoção por R$20, R$50!

Se joguem! Beijo, outro, tchau!

*dica: duas fashion moms que encontrei no Instagram e valem super a pena seguir: @thefashionbugblog e @hannahstraffordtaylor. As duas usam e abusam do modelo coração. Adorei!

REFLEXÃO [SER HUMILDE É SABEDORIA]

“Seja sempre humilde. A humildade não é a maior, mas é a mais bela de todas as virtudes.

Não se sabe de nenhuma pessoa humilde que não tenha sido querida por todos. Ao contrario, nenhum orgulhoso conseguiu ter amigos.

Ser humilde é ter muito, como se não tivesse nada. É ter de aparecer preferindo se ocultar. É ser aplaudido, pedindo que se aplaudam os outros. É pedir sempre desculpas por estar presente, mas nunca deixando de se apresentar como em um dever a cumprir.

Seja humilde!”

texto: J.S. Nobre

BABY TALK [STYLING THE BUMP: O QUE USAR]

Nunca pensei que a hashtag “styling the bump” fosse tão difícil de ser aplicada. Nessas 34 semanas de gestação não foi fácil dizer ‘adeus, até um dia, a gente se vê’, a quase 90% do meu armário. Tudo isso, pelo simples fato de não me identificar com roupas de maternidade e nem ter paciência para levar calças jeans na costureira para colocar elástico nas laterais (acho que são dois trabalhos: por e depois tirar o tal elástico). O exercício de montar looks com roupas do meu armário A.G. (antes da gravidez), adaptadas à todas as mudanças do meu corpo, foi uma missão quase impossível! Mas que deu certo, até eu precisar comprar roupas que me servissem de verdade.

Passei os primeiros 3 meses sem nenhuma nova aquisição. A única peça que comprei, pouco antes de completar 4 meses, foi um vestido xadrez vichy vermelho e branco (quem me segue no Instagram ou convive comigo, me viu repetir muuuito essa roupa), que eu usei até o zíper não subir mais. Agora no finalzinho, comprei 4 vestidos e 1 macacão, todos bem soltinhos e escolhidos a dedo pra eu que possa usar D.G. (depois da gravidez). O truque é revezar as peças e combiná-las a acessórios diferentes, cada vez que uso. Mas isso a gente tem que fazer sempre, grávida ou não, com as nossas roupas. Já falei aqui, mas vale repetir: sempre que vou comprar uma roupa nova, penso em três jeitos diferentes que poderia usar. Daí sim tenho um custo-beneficio legal e acho que vale o investimento.

Voltando à questão dessa fase de “styling the bump” em que me encontro, a dica que dou é que você dê um tempo pra ver com o que se identifica. Eu não tinha vontade de me vestir até o quarto mês – já falei que tava me sentindo feia, com enjoos, não passava nem um rímel nos olhos.rs Passada essa fase, você “ressurge das cinzas” e quase esquece que está grávida, voltando a rotina e ritmo normais. A minha sorte, foi poder adaptar de verdade minhas roupas e pegar emprestada outras da minha mãe (nada como ter uma mãe fashion nessas horas). Mas logo chega o sétimo mês e não tem jeito: me joguei na Zara, numa vibe Becky Bloom e salvei minha imagem no fim da gestação!

Ainda tá em dúvida?! Vamos à algumas sugestões de peças que são legais ter no armário (ou pegar emprestado de alguém) das gravidinhas de plantão, agora que entramos numa estação mais amena:

  • camisetas larguinhas: ótimas pra fazer o estilo rocker ou mãe mais moderninha.
  • camisas listradas oversized: perfeitas pra usar com calças skinny ou legging.
  • vestidos: justinhos de malha, perfeitos pra exibir o barrigão à la Kim Kardashian ou fluidos, meus preferidos, pra ficar super confortável.
  • saias midi: elas já começam a ser suas melhores amigas, antes do bebê nascer e depois mais ainda, quando você tiver que ficar correndo atrás do seu filho nas festinhas infantis!rs
  • acessórios: se nada funcionar ou se quiser fazer o estilo basic mom, aposte em acessórios. Brincos e colares statement ou algumas pulseiras, sapatos e bolsas fazem a produção toda pra você.

Consegui ajudar?! Espero que sim! Agora vou seguir com meu exercício de criatividade diário por aqui, até o fim de maio, quando Sofia chegar! <3

Tem sugestões e dicas?! Compartilha com a gente aqui nos comentários ou nas redes sociais!

Beijo, outro, tchau!

REFLEXÃO [A ETERNA JUVENTUDE]

“Não dê tamanha importancia aos anos de vida que você já tem. Dê muito maior importancia, sim, à idade que emana do seu interior e se irradia em sua fisionomia.

Há muitos jovens  envelhecendo pelo sistema de vida que levam. Há muitos com muitos anos de vida, transmitindo uma aparencia tão jovial que chama a atenção de todos.

Alimente bem o seu corpo. Alimente, sobretudo de alegria, de bondade, de amor e paz o seu espírito e conserve no seu exterior essa juventude que não morre no seu interior.”

texto: J.S. Nobre